Tagged with "thriller Archives | Cafeína Literária"
23 de setembro de 2017, 22:37 - Cristine
Parceria, Resenhas    sem comentários

Confissões, de Kanae Minato

Confissões
Kanae Minato

“O mundo da professora Yuko Moriguchi girava em torno da pequena Manami, uma garotinha de 4 anos apaixonada por coelhinhos. Agora, após um terrível acontecimento que tirou a vida de sua filha, Moriguchi decide pedir demissão.

Antes, porém, ela tem uma última lição para seus pupilos. A professora revela que sua filha não foi vítima de um acidente, como se pensava: dois alunos são os culpados. Sua aula derradeira irá desencadear uma trama diabólica de vingança.”
(fonte: https://grupoautentica.com.br/vestigio/)

continua…

Send to Kindle
10 de julho de 2017, 13:00 - Douglas
Parceria, Resenhas    sem comentários

Último Turno – Stephen King

O Último Turno
Stephen King

Em 1996, estreou um filme chamado Big Bully (Inimigos para Sempre, no Brasil). Era uma comédia de humor pastelão estrelada por Rick Moranis (o cientista do célebre Querida, Encolhi as Crianças) e Tom Arnold (um ator que é conhecido por vários papéis coadjuvantes em filmes famosos, mas de quem ninguém se lembra). Embora o filme não seja lá digno de muitos louvores e eu tenha assistido apenas uma única vez, ele ficou encrustado na minha memória de forma bastante contundente.

Pois, na história, onde um escritor frustrado (Moranis) retorna à sua terra natal e acaba reencontrando um antigo valentão da escola (Arnold) que volta a atormentá-lo, há uma cena especial: o escritor está lançando seu livro numa livraria, numa mesa, com certa pompa e pilhas de seu livro, pronto para passar horas autografando. Mas nenhum leitor aparece; apenas consumidores regulares da livraria que nunca ouviram falar dele. E, cada um que chega perto, fazendo-o se aprumar na cadeira, sorrir e preparar a caneta, vem na verdade perguntar “onde posso encontrar o último livro do Stephen King?”.

Uma piadinha assaz boa para o mundo da literatura e sua maioria de escritores desesperados por leitores. Mas, aparte o humor, eu, que já almejava tornar-me um escritor naquela época (tinha uns quatorze anos), desse momento em diante, nunca mais esqueci desse senhor.
continua…

Send to Kindle
26 de janeiro de 2017, 20:34 - Douglas
Parceria, Resenhas    1 comentário

Jantar Secreto

Jantar secreto
Raphael Montes

Há alguns meses, quando saiu o polêmico resultado da escolha do Nobel de literatura, li em algum recôndito lugar da internet, o seguinte aforismo, atribuído a Victor Camejo (@victorcamejo, no twitter): “Absurdo o Bob Dylan vencer o Nobel de Literatura. Ele não escreve livros! Todo mundo sabe que quem faz isso não são músicos, são youtubers”. Comentário assaz hilário e genial, levando em conta a recente safra de livros oriundos desses astros “internéticos”.

Não posso dizer que eu seja contra. Seria hipocrisia. O que todo escritor quer, assim como eu, é ser lido e vender seus livros. Ter reconhecimento e lucro. Youtubers ou não, por mais controversos que sejam, eles conseguiram alcançar esse patamar. Quanto ao conteúdo do que eles escrevem ser bom… Não sei. Eu não li e não tenho planos de. Mas, honestamente, acredito que há espaço e público para todos. Se há tanta oferta é porque há consumo. E o público, no final das contas, é quem manda.

O que me deixa um pouco frustrado é que, enquanto essas pessoas “famosas”, oriundas de um meio não literário, fazem uso de sua imagem para vender livros, alguns autores de real talento não conseguem florescer diante da agressividade deste mercado.
continua…

Send to Kindle
20 de janeiro de 2017, 10:04 - Cristine
Parceria, Resenhas    sem comentários

Cujo, de Stephen King

Cujo
Stephen King

Este é o primeiro livro de Stephen King que leio. Ou melhor, que leio por completo. Comecei a ler Sob a redoma, no Kindle, mas a leitura está parada há meses – mais adiante comento sobre os possíveis motivos. Havia lido um conto, “Milha 81”, e gostado bastante. Quando surgiu a oportunidade de receber esta edição linda de Cujo, não pensei duas vezes.
continua…

Send to Kindle
17 de setembro de 2015, 14:53 - Cristine
Resenhas    2 comentários

A garota no trem, de Paula Hawkins

A garota no trem
Paula Hawkins

A chamada na capa é um chamariz e tanto. Afinal, Garota exemplar, de Gillian Flynn, é um dos melhores thrillers que li nos últimos meses. E A garota no trem não decepciona. É parecido, mas é diferente e esta é uma grande vantagem, pois o inesperado da trama chega ao leitor de outra forma. E como se não bastasse a referência a Garota exemplar, George R.R. Martin (sim, ele mesmo – aquele senhor que está nos devendo os volumes finais de Game of thrones) indicou a leitura.

Todas as manhãs, Rachel toma o trem das 8:04 de Ashbury a Londres. Conhece o trajeto de cor, sabe os pontos em que o trem diminui a velocidade, e anseia pela parada num dos sinais, em que observa determinada casa e seus habitantes, um casal desconhecido a quem ela batiza de Jess e Jason. Numa das manhãs, presencia uma coisa que a faz mudar de opinião sobre a vida perfeita que ela creditou ao casal. E quando Jess é dada como desaparecida, o que Rachel viu pode se tornar relevante para entender o que aconteceu com ela.
continua…

Send to Kindle
Páginas:12345»