24 de março de 2017, 18:17 - Cristine
Dicas, Escrita    sem comentários

5 modos furtivos de roubar tempo para escrever

»» versão do artigo “5 Sneaky Ways to Steal Time to Write”, escrito por Sue Weems, publicado em 10/06/2017 no The Write Practice ««

Você luta para ter tempo para escrever? Veja como eu roubo tempo regularmente e uso esse tempo com eficiência.

Você coleciona ideias? Eu também. Tenho várias caixas de diários, cada uma delas cheia de esboços, observações, guardanapos e inúmeras histórias esperando para serem escritas.

Toda manhã, meu despertador toca e eu começo o dia levando 4 crianças para 3 escolas diferentes antes de ir para o campus para um dia inteiro dando aula. O que eu escrevo? Catorze permissões para ir ao toalete.

No fim do dia, entre o jantar e o treino de futebol, discuto com pelo menos duas crianças sobre o dever de casa ou tarefas, e verifico se não esqueci de pagar alguma conta. O que eu escrevo? Uma lista de compras e minha assinatura em diários de leitura ou autorizações.

Todo o tempo, aquelas ideias em meus diários estão fervilhando, esperando para serem contadas. Às vezes, fico ansiosa pelas histórias que não contei ainda. Penso sobre minha gaveta de histórias aguardando para serem finalizadas. Simplesmente não há tempo suficiente no meu dia para fazer tudo e escrever. Certo?

Errado.

time-writing

Há tempo suficiente?

Minha escrita se separa em duas categorias: diários e projetos. Eu não programo o horário para preencher os diários, pois tomo notas compulsivamente o dia todo, todos os dias. Para mim, os diários são uma forma de coletar ideias, observações e sementes que podem crescer até grandes projetos algum dia.

Anoto em cadernos, no app de anotações do celular, e em qualquer pedaço de papel que tiver à mão quando tenho uma ideia. No verão, em geral dou uma revisada nas anotações do ano anterior, marcando aquelas que eu gostaria de revisitar.

Quando uma ideia passa para o estágio de projeto, eu agendo e roubo tempo sem dó até completá-la. Projetos de escrita incluem ficção e não-ficção, além de incluir qualquer coisa com um prazo (mesmo que seja auto-imposto).

Separo 4 ou 5 horas por semana para trabalhar, mas aposto que chego perto de 10 horas por semana com o tempo roubado das margens da minha vida.

É tempo suficiente (combinado com uns dois finais de semana de escrita) para que eu termine o primeiro rascunho de um livro e cerca de 30 artigos e contos a cada ano. Este ano, estou pensando em como incorporar mais tempo para revisão quando edito um livro. Como eu consigo fazer tudo, dando aula em tempo integral, com 4 filhos, marido e 2 cães? Há dois anos, fiz algumas mudanças.

5 modos furtivos de roubar tempo para escrever

Aqui estão as cinco formas que arranjei para ter tempo para escrever mesmo quando parece que não há tempo sobrando.

  1. Criei motivação para escrever
    Há dois anos, tive uma epifania: percebi que não precisava de mais tempo. Precisava de mais motivação.
    Algumas pessoas dizem que não têm tempo para escrever ou não estão com vontade de escrever.
    Para mim, motivação significa que eu quero tanto escrever que me esgueiro pra isso como os doces de Halloween dos meus filhos. Não me permito sequer dizer “Não tenho tempo para escrever”.
    Às vezes, aquela coisa vale o meu tempo (cuidar de um filho doente ou assistir a um filme com meu marido). Outras vezes, não compensa trocar meu tempo de escrita por aquela “outra coisa” (assistir à reprise de Saturday Night Live ou ficar olhando para o abismo).
    O quanto você quer ser escritor?
  2. should-write

  3. Defini um cronograma e metas semanais
    Antes que você se assuste com os termos “cronograma” e “metas”, considere o quanto este passo pode ser. Se você pretende escrever um livro em 90 dias, e obras do meu gênero em geral têm 70 mil palavras, então preciso escrever 777 palavras por dia durante 90 dias, ou atingir 5444 palavras por semana para atingir meu objetivo. Até mesmo uma graduada em English como eu consegue fazer essa conta.
    Esse total de palavras parece opressivo? Já pareceu impossível para mim. Então comecei com 500 palavras por dia. Ou uma página por dia. Ou 15 minutos. Continue definindo essas metas diárias ou semanais e continue atingindo-as.
    Outra coisa que ajuda com o cronograma? Um esboço. Eu costumava ser um escritor-jardineiro, mas descobri que com algumas frases-chave mantendo a história no caminho e no gênero, a escrita ia muito mais rápido. (E poupa muito tempo de revisão depois)
    Alguns escritores gostam de metas diárias mas, com minha família, metas semanais funcionam melhor agora. Algumas das minhas metas semanais incluem: finalizar uma peça de ficção, o rascunho de AB e o artigo para The Write Practice; reescrever os capítulos 1 a 5 de um livro; ou reler o capítulo de Bell sobre motivação de personagem e aplicar ao Ato 1.
    Quanto mais simples for, maior a probabilidade da cumprir a meta. Tente definir metas de várias formas até encontrar aquela que funciona melhor para você.
  4. writers-clock

  5. Eu agendo e roubo tempo para escrever
    Depois de definir as metas, organize o tempo disponível. Mesmo que seja apenas meia hora três vezes por semana, agendar o momento de escrever torna-o uma prioridade.
    Fora do tempo agendado, comece a procurar por brechas de tempo quando você estaria verificando seu celular e roube esse tempo para escrever.
    Quando eu roubo tempo extra? Na hora do almoço, parada no trânsito, durante o treino de futebol e na sala de espera do médico.
    Recentemente, surpreendi meu dentista quando lhe agradeci pelos 40 minutos de atraso, porque como eu teria 40 minutos de escrita no meio da semana? Bingo!
  6. schedule-write

  7. Deixo anotações para mim mesma no original enquanto trabalho
    Você perde tempo precioso tentando descobrir o que escrever depois? Hemingway parava quando sabia o que aconteceria a seguir ou quando sabia a próxima frase.
    Sempre que eu paro de escrever, deixo uma anotação sobre o que vem depois, o que me permite retomar a escrita mais rapidamente. Quando as crianças saltam do carro para ir ao treino de futebol, abro meu notebook, vejo minha última anotação e começo a escrever.
    (Não complique isso demais. Uma anotação é apenas uma frase que me diz o que escrever na sequência).
    Essa única dica me permitiu roubar mais tempo que qualquer outra coisa.
  8. writing-notes

  9. Aprendi a correr, especialmente nos primeiros rascunhos
    Olhe, algumas coisas demoram mais que outras (revisão, estou olhando para você). Primeiros rascunhos? Eu corro com eles.
    Durante essa escrita rápida, digito o mais rápido que consigo. Sprints evitam que eu pense demais sobre tudo. Quando sento para escrever, trabalho como se meu cabelo estivesse em chamas e atingir o total de palavras fosse a única maneira de conseguir água. Pegue um timer e trabalhe por 10 minutos se você estiver iniciando essa prática. Eu costumo terminar depois do timer.
    É ainda mais eficiente quando você faz isso com um parceiro ou um grupo. Meus alunos que lutam para escrever umas duzentas palavras em 20 minutos frequentemente se surpreendem quando descobrem que podem dobrar ou triplicar essa quantia quando adquirem o hábito do sprint.
    Sprint não funciona para todo tipo de escrita, mas se você estiver empacado e pensando demais, faça uma tentativa.
  10. comment-ecrire-vite

Você tem mais tempo do que pensa

Quando estou consciente do meu tempo, não me sinto culpada escrevendo nos intervalos em que eu estaria checando o Twitter. Ainda tenho tempo para minha família, atividades que eu curto, descanso e, às vezes, cuidar da roupa suja.
Meu cronograma é interrompido por emergências e doenças, mas eu não busco a perfeição. Busco uma prática de escrita consistente que, ao longo do tempo, gere um resultado satisfatório com que meus leitores se identifiquem.


Deixe seu comentário

Send to Kindle


Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

9314