Cenários de livros que gostaria de visitar

22 de fevereiro de 2013
in Category: TAG
0 572 0
Cenários de livros que gostaria de visitar

Cenários de livros que gostaria de visitar

Mais uma TAG do YouTube, desta vez vista originalmente no canal da Nayara, Dignidade Não Cabe Aqui, mas que foi criada pela Thaís, do canal Pronome Interrogativo.

A TAG solicita que se escolha 5 cenários de livros que gostaríamos de visitar. Certamente, quase todas as pessoas citariam O Condado (O senhor dos aneis, de J.R.R.Tolkien), Hogwarts (coleção Harry Potter, de J.K.Rowling), Nárnia (As crônicas de Nárnia, de C.S.Lewis) e Westeros (As crônicas de gelo e fogo, de George R. R. Martin). Não que não sejam boas opções, mas tentamos pensar em outras. É difícil fugir do lugar-comum e deixar de lado as leituras mais recentes, mas vamos lá.

Escolhas da Cris:

cenarios de livros

  • Sítio do picapau amarelo (Monteiro Lobato)
    Cresci lendo – e relendo – toda a coleção escrita por Monteiro Lobato, contando as aventuras dos moradores desse sítio. E, desde sempre, sonhava em ser como Pedrinho e passar férias lá, ouvindo estórias da Dona Benta, comendo os famosos bolinhos da Tia Nastácia e me divertindo com as estrepolias da Emília.
  • País das maravilhas (Lewis Carroll)
    Só incluí pois a escolha é de um lugar para visitar e não para viver. Deve ser no mínimo divertido tomar chá com o Chapeleiro Louco, conversar com a Lagarta Azul, perseguir o Coelho Branca e presenciar a Rainha Vermelha dando “piti”.
  • Planeta Arrakis (Frank Herbert)
    Apesar de extremamente inóspito, o planeta deserto – também conhecido como Duna, onde se extrai a especiaria, deve valer a visita. Interesse em testar um daqueles trajes condensadores, ver um verme de perto, observar Paul Atreides cavalgando um verme e acompanhar sua trajetória até tornar-se o Kwisatz Haderach.
  • Nave Coração de Ouro (Douglas Adams)
    Nerd e fã de ficção científica assumida, eu não poderia deixar de fora a obra de Adams. Viajar na companhia de Arthur Dent, Ford Prefect, Zaphod Beeblebrox e Trillian deve ser legal demais. Mas o melhor mesmo deve ser conhecer “o robô da depressão”, Marvin – não por acaso, meu personagem predileto dos livros.
  • Neon azul (Eric Novello)
    Gosto demais de narrativas de realismo fantástico. E o bar que dá título ao livro abriga estórias do cotidiano com aquele “pezinho” no surreal, no quase mágico. Curtir a cervejinha do happy-hour enquanto acompanho as vidas dos personagens se entrelaçando deve fazer o tempo passar sem que se perceba.

Escolhas do Douglas:

cenarios de livros

  • O Centro da Terra (Jules Verne)
    A fantástica descrição de Verne sobre o centro da terra, com toda sua riqueza de narrativa e toda vida que ele dá ao lugar é de enlouquecer os breus de qualquer amante da paleontologia e antropologia.
  • A Casa de Usher (Edgar Allan Poe)
    Um bom lugar para se testar a coragem. A apavorante casa de Usher que parece ter vida própria e reagir aos pavores de seus visitantes.
  • B612 (Antoine de Saint-Exupéry)
    Imagine poder vislumbrar num só dia quarenta e três pores-do-sol. Só no minúsculo planetinha B612 do Pequeno Príncipe. Onde para ver mais um pôr-do-sol, basta afastar a cadeira.
  • O Castelo do Necromante (H.P. Lovecraft)
    Do livro “O Caso de Charles Dexter Ward”. Outro lugar em que seria necessária uma bela dose de coragem. Onde o necromante mantinha suas criatura “semi-mortas” em calabouços subterrâneos.
  • A Casa Verde (Machado de Assis)
    Em Itaguaí, o manicômio que o velho alienista teria construído para estudar e abrigar os loucos da cidade. Só esperaria que não fosse como interno…

Send to Kindle
, , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *