Palavras são só palavras

17 de outubro de 2011
in Category: Crônicas
3 811 0
Palavras são só palavras

Palavras são só palavras

Não sou nenhum especialista em filologia ou mesmo em gramática e é provável que nem mesmo seja capaz de falar português de forma tão acertada. Mas, como um aspirante à escritor, tenho um apreço especial pelas palavras e, portanto, cultuo o hábito de lidar com elas. Assim, conforme vou conhecendo-as melhor, acabo por pinçar algumas como preferidas.

dicionarios - palavras sao so palavras

“Galhofa” (significa tiração de sarro) é uma ótima palavra. Ela arranca risos mesmo que quem a ouça não tenha ideia de que o seu significado tenha tudo a ver com a graça que ela proporciona. Ela é ótima para tirar-lhe de situações onde você é o alvo da galhofa. Visto que sua menção muda o foco do assunto.

“Vicissitude” (significa revés, problema) também é uma das minhas preferidas. Soa tão grave, tão profunda. Funciona excelentemente bem para dar desculpas ao seu chefe. Ex.: “O projeto sofreu atraso devido as vicissitudes que enfrentamos”. Como é comum que ele não saiba o quer dizer, fica em estado de transe, concentrando-se na atuação para convencer-te de que sabe do que se trata e acaba por esquecer o foco real da questão.

Minhas favoritas são aquelas cujo significado é algo bom, mas que soam nitidamente como uma ofensa. Como você reagiria se alguém lhe disse com uma expressão de desdém a seguinte frase: “Você é nada menos do que uma pessoa ínclita! Incapaz de qualquer ato ignominioso.” Sacanagem, né? Na dúvida, eu diria “penso o mesmo sobre você”. À propósito, “ínclito” significa “ilustre ou célebre” e “ignomínia” é o mesmo que “injustiça”.

Dentre todas, minha preferida é “idiossincrasia”. Até seu significado segundo o dicionário faz com que você pare um pouco para pensar: “Temperamento especial de cada indivíduo (relativamente à influência que nele exerce o que lhe é alheio)”. É ótima para reuniões com pessoas chatas e inoportunas. Depois de ouvir uma coisa dessas, quem vai se arriscar a abrir a boca para te questionar? É praticamente um “calaboca, véi!”.

Infelizmente, algumas de minhas palavras prediletas foram destruídas devida a má utilização. A palavra “crepúsculo”, por exemplo, era belíssima e poética. Porém, hoje só faz lembrar da série de livros de vampiros que sugam purpurina.

Outra que gostava bastante, mas que acabou caindo na linguagem popular é a palavra “tosco”. Não era tão difundida como hoje em dia. Assim como a Há também o termo “ordinária” que foi, de certa forma, transformada em elogio, devido a era negra do pré-funk, a era do samba-lixo.

Isso é para mim um assunto sério. Quando leio estas palavras em livros hoje em dia, sinto perde-se parte do intuito poético e ou da profundidade que o autor intencionava dar, fazendo você ler aquilo com o nariz um pouco torcido.

A palavra “apogeu”, por exemplo, ouvi pela primeira vez, pelos idos de 1993 ou 1994, na música “Eterno Amor” do ainda existente Sampa Crew. Por incresça que parível, as vezes se encontra um ou outro diamante numa mina de carvão.

Neste final de semana me deparei com uma que já conhecia, mas que não fazia parte do meu vocabulário usual. “Pitoresco”. A encontrei numa lista telefônica de 1938. Linda, não. Na lista era repetida várias vezes. Parecia que era algo comum para época, algo como o “show de bola” de hoje em dia. Agora, adicionada à minha lista, basta torcer para que nenhum compositor egrégio ou pudibúndico a utilize para músicas de gosto dubitável.

A propósito, amplexos fraternos a todos.

dicionario

Send to Kindle
, , ,

3 comments on “Palavras são só palavras”

  1. Anonymous disse:

    inexorável:
    (latim inexorabilis, -e)
    adj. 2 g.
    1. Que não cede a rogos nem a lágrimas; que não tem piedade. = CRUEL, IMPIEDOSO, IMPLACÁVEL, INSENSÍVEL ? COMPASSIVO, EXORÁVEL, PIEDOSO
    2. Muito rigoroso. = DURO, IMPLACÁVEL ? EXORÁVEL
    3. A que não se pode escapar. = INELUTÁVEL

  2. Anonymous disse:

    avassalador:
    adj. s. m.
    Que ou o que avassala; dominador.

  3. Anonymous disse:

    Ótimo texto. 🙂

    Não sou tão boa com as palavras quanto você, mas também fiquei pensando nas minhas palavras preferidas…e são estas duas: Inexorável e Avassalador. Eu gosto bastante delas, mas dificilmente as utilizo. Então vou fazer uma tentativa agora (e com as duas!):

    Certas coisas são INEXORÁVEIS. Não adianta fugir. Na hora em que menos se espera estas coisas AVASSALADORAS mudam as nossas vidas. Assim, sem aviso prévio nem nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *