Conselhos de edição para escritores

23 de janeiro de 2014
in Category: Dicas, Escrita
3 803 0

Conselhos de edição para escritores

Conselhos de edição para escritores:

6 passos e dicas de revisão

(versão do artigo “Self-Editing Advice for Writers: 6 Revision Keys & Tips”, escrito por Nancy J. Cavanaugh, publicado em 08/12/2013 no Writer’s Digest)

Quando iniciei minha jornada como escritora, eu era ansiosa – ansiosa por escrever histórias maravilhosas e ainda mais ansiosa para espalhá-las pelo mundo e permitir que os leitores desfrutassem delas. Mas, minha ansiedade foi recebida com rejeição, muita rejeição. Em vez de desistir, transformei minha ansiedade em determinação. Fiquei determinada a aprender o que eu precisava aprender para transformar minha escrita (e minha primeira novela, This journal belongs to Ratchet) em algo vendável. Aprendi que minhas histórias precisavam de uma coisa para se tornarem melhores: revisão. E para eu saber como revisar minha escrita, tive de fazer uma coisa: ouvir. Aqui estão seis situações em que ouvir irá ajudar você a revisar seu trabalho:

  1. Ouvir o seu “grupo de crítica”

    Quando comecei a escrever, tive a sorte de conhecer alguns escritores maravilhosos que se tornaram ótimos amigos. Nós nos encontramos regularmente para trabalhar em nossos originais. E nos esforçamos para dar feedbacks construtivos uns aos outros e, por nos ouvirmos, nossa escrita melhora. Ouvimos quando o grupo nos diz que as partes divertidas na verdade não estão assim tão divertidas. Ouvimos quando o grupo acha que nossos capítulos ficaram extensos demais. Ouvimos quando o grupo não se identifica com os personagens. Ouvir o feedback do grupo faz com que nos aprofundemos em nossas histórias, fazendo-as mais robustas e melhores.

  2. manuscrito - proust

    Manuscrito de Em busca do tempo perdido, de Marcel Proust (fonte: http://gallica.bnf.fr/)

  3. Ouvir outros autores

    A maioria dos escritores sabe que a escrita se inicia com a leitura, mas alguns escritores não levam isso muito a sério. Se você quer escrever livros ilustrados divertidos, leia livros ilustrados divertidos. Se você quer escrever uma série de mistério, leia séries de mistério. Se você quer escrever poesia infantil, leia poesia infantil já publicada. Mas quando estiver lendo o gênero que você pretende escrever, não leia apenas como um leitor o faria, leia como um escritor e “ouça”. Realmente ouça a maneira como o autor conta sua história. Pegue, então, sua história e veja se ela “soa” da mesma maneira quando você a ouve. Fazer isso deve ajudá-lo a ver o quanto sua história está aquém.

  4. Ouvir professores de escrita

    Se tiver a oportunidade, faça um curso de escrita ou vá a um workshop ou conferência. Aprenda tudo que puder com os experts em primeira mão, mas não apenas vá, tome notas e faça um “social”. Ouça de verdade o que os experts estão tentando ensinar sobre escrita. Então vá para casa e aplique em sua própria escrita. Se cursos, conferência e workshops estiverem fora do seu alcance, leia livros a respeito do assunto ou assista a um DVD. Você pode aprender muito se realmente ouvir e aplicar ao seu trabalho o que foi ensinado.

  5. Ouvir seu editor

    Quando você finalmente conseguir uma oportunidade e um editor quiser trabalhar com você, tenha certeza de estar pronto para ouvi-lo. Não fique na defensiva. Não seja argumentativo. Ouça. Ouça o feedback dele. Amaram sua história senão não estariam trabalhando com você. Querem o que for melhor para você e sua história. E bons editores sempre conseguem visualizar o que seu livro realmente pode ser. Ouça-os e deixe que o guiem. Se o fizer, no final, seu livro será mais do que você jamais imaginou que poderia ser.

  6. manuscrito - madame bovary

    Detalhe do manuscrito de Madame Bovary, de Gustave Flaubert (fonte: http://www.bovary.fr/)

  7. Ouvir a si mesmo

    Depois de tanto ouvir, aprendendo e aceitando conselhos de todas essas fontes, não se esqueça de ser fiel a si mesmo e à sua história. Você nem sempre deve colocar em prática todas as sugestões. Se, depois de ouvir, você perceber que algum conselho não seja verdadeiramente o melhor para sua história, defenda seu terrotório e permaneça fiel a si mesmo. Mas lembre-se, isso só pode ser feito se você realmente se dedicou a ouvir.

  8. Ouvir as críticas

    Quando seu livro for finalmente publicado, muita gente terá muita coisa a dizer a respeito dele. Algumas boas. Algumas não tão boas. Ouça todas e extraia o que puder delas. Use como lição aprendida para seu novo projeto. Talvez as críticas a seu livro atual lhe ensinarão coisas que farão seu próximo livro ainda melhor.

Revisão requer paciência e pode ser até dolorosa algumas vezes, mas é a única maneira de aprimorar sua escrita. Seguir esses seis passos da revisão ajudará você a encontrar o caminho para fazer sua história tão maravilhosa quanto deveria ser.

capote

Detalhe do manuscrito de Breakfast at Tiffany’s, de Truman Capote (foto: nypost.com)

Send to Kindle
, , ,

3 comments on “Conselhos de edição para escritores”

  1. Fátima Campilho disse:

    Ótimas dicas!

    1. Cristine disse:

      Olá Fátima,
      Obrigada pela visita. Que bom que curtiu!

      Abraços e boas leituras 🙂

  2. Keven disse:

    I’ll subscribe to that author and his future books.
    The post is well organized, reminded me about https://hotnheavyrecordings.com/classification-essay/. I see the author has a
    real knack for this topic. I like that theme, and I am in constant
    search of new pieces and the most recent news. I truly enjoyed that one,
    as it’s filled with interesting facts and it is a
    sort of easygoing article. I spent only a few minutes reading and because of
    well-structured text, I understand it completely.
    Thanks!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *