Jogos vorazes

5 de março de 2011
in Category: Resenhas
1 763 0
Jogos vorazes

Jogos vorazes

The hunger games
Suzanne Collins

“Este livro narra uma luta mortal pela sobrevivência num futuro sombrio, encenada por crianças e transmitida ao vivo para todos os habitantes de uma nação construída nas ruínas de um lugar anteriormente conhecido como Estados Unidos.” (fonte: Livraria Cultura)

Essa foi a sinopse que li no site em que costumo comprar livros. Minha atenção sobre ele foi despertada ao ver um post no blog da Ana Carolina Silveira – Leitura Escrita – em que ela lista todos os livros adquiridos ou ganhos em 2011, até agora. E um deles era esse. Achei o nome bastante sonoro e provocou meu interesse. Além disso, um dos comentários no post fez a leitura parecer bastante atraente.

jogos vorazes

Como boa compradora compulsiva – e impulsiva – acabei adquirindo-o ao ir à livraria para procurar outra coisa. Vi-o na prateleira, li a contra-capa, as orelhas e não tive outra alternativa a não ser levá-lo para casa (isso foi na 3a.feira, há 5 dias).

Terminei de lê-lo hj. Gostei e admito que me surpreendeu. Excedeu as expectativas. Na verdade, não eram muitas pois pouco sabia do livro. Apenas quando estava quase no fim da leitura que, vasculhando a internet, fiquei sabendo que já era sucesso de vendas, que fazia parte de uma trilogia e que vai virar filme. Possivelmente, se eu soubesse que fazia parte de uma coleção não o teria adquirido. Principalmente, sabendo que não há data prevista para o lançamento dos outros dois volumes.

suzanne collins

Suzanne Collins

A leitura é rápida, pois não vemos a hora de chegar ao final para saber a conclusão da estória. E a autora utiliza-se muito bem da sucessão de pequenos conflitos (e respectiva solução) para “agarrar” o leitor do início ao fim. Todos os elementos da jornada do herói, estão ali, facilmente identificáveis. Um ponto a favor foi o fato de não enfocar os personagens de modo maniqueísta. Isso os torna palpáveis, mais próximos da realidade, pois ninguém é 100% bom ou 100% mau. Os gradientes de cinza estão sempre presentes.

Há algum tempo não lia um livro que não tivesse vontade de largar enquanto não chegasse ao fim. Os personagens são cativantes. O cenário pós-apocalíptico difere da maioria dos livros que se utilizam dessa ambientação. O texto encanta por não apenas divertir. A crítica social subjacente nos prende tanto à estória quanto às aventuras – e desventuras – dos personagens.

Vale um Capuccino
4 out of 5 stars

» Compre aqui.
Send to Kindle
, , , , , ,

1 comment on “Jogos vorazes”

  1. Ana Carolina disse:

    Uma das coisas que mais gostei no livro no fim das contas – além do ponto spoiler que comentei com vc no twitter, pois ADORO ser surpreendida por autores – foi a forma como o texto me fisgou, li tudo em três dias. Os personagens e a trama são muito envolventes, além disso, a crítica social é bem pulsante no texto – coisa que não é tão comum assim nem na literatura mais comercial e nem no young adult em específico. Está lá para quem quiser ver.
    Foi uma leitura que também me surpreendeu, não sei se porque li sem expectativas, gostei muito e está nas listas de recomendações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *