7 de fevereiro de 2017, 22:32 - Cristine
Parceria, Resenhas    1 comentário

13 motivos para (não) ler Desventuras em Série

Desventuras em Série – vol.1 – Mau começo
Desventuras em Série – vol.2 – A sala dos répteis
Lemony Snicket (Daniel Handler)

Eu sei, o título do post não é dos mais criativos. Há vários outros posts e vídeos no YouTube com o mesmo título. Em contrapartida, é o melhor, o que mais tem a ver com a coleção de livros. Afinal, são 13 livros, cada um com 13 capítulos. Esta lista é baseada na leitura apenas dos dois primeiros volumes. Certamente, ler os demais deve acrescentar muitos outros motivos.
continua…

30 de janeiro de 2017, 19:18 - Cristine
Dicas, Escrita    4 comentários

10 conselhos ridiculamente simples para escrever um livro

»» versão do artigo “10 Ridiculously Simple Steps for Writing a Book”, publicado em 23/01/2017 no Goins Writer ««

“Escrever é fácil. Tudo que você tem de fazer é riscar as palavras erradas.”
Mark Twain

A parte difícil de escrever um livro não é ser publicado. Com mais e mais oportunidades para se tornar um autor, a parte mais difícil não é publicar sua obra. É, antes de mais nada, escrever.
continua…

26 de janeiro de 2017, 20:34 - Douglas
Parceria, Resenhas    1 comentário

Jantar Secreto

Jantar secreto
Raphael Montes

Há alguns meses, quando saiu o polêmico resultado da escolha do Nobel de literatura, li em algum recôndito lugar da internet, o seguinte aforismo, atribuído a Victor Camejo (@victorcamejo, no twitter): “Absurdo o Bob Dylan vencer o Nobel de Literatura. Ele não escreve livros! Todo mundo sabe que quem faz isso não são músicos, são youtubers”. Comentário assaz hilário e genial, levando em conta a recente safra de livros oriundos desses astros “internéticos”.

Não posso dizer que eu seja contra. Seria hipocrisia. O que todo escritor quer, assim como eu, é ser lido e vender seus livros. Ter reconhecimento e lucro. Youtubers ou não, por mais controversos que sejam, eles conseguiram alcançar esse patamar. Quanto ao conteúdo do que eles escrevem ser bom… Não sei. Eu não li e não tenho planos de. Mas, honestamente, acredito que há espaço e público para todos. Se há tanta oferta é porque há consumo. E o público, no final das contas, é quem manda.

O que me deixa um pouco frustrado é que, enquanto essas pessoas “famosas”, oriundas de um meio não literário, fazem uso de sua imagem para vender livros, alguns autores de real talento não conseguem florescer diante da agressividade deste mercado.
continua…

23 de janeiro de 2017, 19:44 - Cristine
Parceria, Resenhas    1 comentário

Não há tempo a perder

Não há tempo a perder
Amyr Klink

Livro conta em relato autobiográfico a história e as reflexões de um dos maiores mitos brasileiros, em uma obra recheada de fotos pessoais e de suas expedições.
Mesmo as ideias mais absurdas podem se tornar factíveis – se você se compromete a destrinchar cada pedaço do caminho. Para o navegador, escritor e empresário Amyr Klink, homem que dedica sua vida à prosaica atividade de se deslocar sobre os oceanos, não há tempo a perder. Sorte é algo que a gente constrói, a vida é curta para repetir caminhos. Este é um livro sobre a escassez, o medo e a nossa misteriosa capacidade de realizar, começar e concluir, fazendo o máximo com o mínimo.
(fonte: press release oficial)

continua…

20 de janeiro de 2017, 10:04 - Cristine
Parceria, Resenhas    sem comentários

Cujo, de Stephen King

Cujo
Stephen King

Este é o primeiro livro de Stephen King que leio. Ou melhor, que leio por completo. Comecei a ler Sob a redoma, no Kindle, mas a leitura está parada há meses – mais adiante comento sobre os possíveis motivos. Havia lido um conto, “Milha 81”, e gostado bastante. Quando surgiu a oportunidade de receber esta edição linda de Cujo, não pensei duas vezes.
continua…

Páginas:«1234567...93»