11 de março de 2017, 18:50 - Cristine
Parceria, Resenhas    sem comentários

Eu ando pelo mundo: PARIS

Eu ando pelo mundo: PARIS
Zeca Camargo

Após visitar mais de 100 países, Zeca Camargo apresenta a coleção “Eu ando pelo mundo”. Zeca dá dicas muito pessoais de restaurantes, museus, passeios e atividades culturais que nem sempre aparecem nos guias tradicionais. Há ainda mapas, links e playlists montadas especialmente para o ritmo de cada caminhada.
(fonte: blog.e-galaxia.com.br)

eu-ando-pelo-mundo

Quem me conhece ou leu alguns dos meus posts sobre o Kindle (aqui e aqui) sabe que eu não sou muito adepta aos e-books. Não sou contra, nem nada. Reconheço que há algumas vantagens. Mas não nego, sou saudosista e o livro físico é sempre minha escolha preferencial. Porém, com esta publicação da e-galáxia, pela primeira vez identifiquei um gênero literário que se beneficia indubitavelmente do formato digital.

Guias turísticos ou de viagem comumente seguem uma estrutura padrão: mapa do local, com indicações sobre transporte; listas de hotéis e restaurantes (ou similares), com cotação e faixa de preços; listas dos pontos turísticos; e muitas, muitas fotos. É útil, mas não deixa de ser um retrato estanque do momento em que o guia foi escrito.

Neste guia, há duas diferenças básicas que, no meu entender, fazem toda a diferença para o turista que fará uso dele. Primeiro, a escrita não é impessoal, o texto não é uma compilação de informações sobre a cidade. Escrito em primeira pessoa, é a visão desse viajante incansável que é Zeca Camargo de uma cidade que o encantou desde a primeira visita. É como se ele tomasse o leitor pela mão e dissesse “Vem comigo! Quero te mostrar a cidade como eu a vejo.” Isso, por si só, é um grande referencial. Pois, mesmo que os gostos do leitor não sejam os mesmo do autor, as dicas de alguém que conhece muito bem a cidade são preciosas para quem pretende curtir sua estadia sem ser aquele “turista deslumbrado” que vai apenas aos pontos turísticos mais conhecidos. Não que o turista vá deixar de visitar a Torre Eiffel, o Louvre, o jardim das Tulherias ou de passear no Bâteau Mouche. Mas Paris, obviamente, não se resume a esses passeios padrão. A experiência jornalística do autor se mescla ao sentimentalista de suas impressões sobre os lugares que ele indica, produzindo um texto de leitura fluida e agradável. Tanto que, diferente de um guia “comum” é possível lê-lo de cabo a rabo, em vez de utilizá-lo apenas como objeto de consulta.

  • Louvre
  • Forum des Halles
  • Arc du Triomphe
  • Grande Roue de Paris
  • Pierre Hermé
  • Le Café Chinois
  • Le Bon Marché
  • Rue Tiquetonne
  • Petit Moulin
  • Caisses de vins


O segundo diferencial diz respeito à utilização dos recursos multimídia disponíveis no formato digital. E foi isso que me convenceu que esse formato é a opção ideal para este tipo de livro. Logo no início, o autor disponibiliza uma playlist do Spotify para funcionar como trilha sonora do “passeio”. E, à medida que Camargo vai falando dos lugares a serem visitados há ícones clicáveis para visualizar fotos e acessar o endereço no GoogleMaps. E não é apenas a interatividade que é vantajosa. O formato digital permite ir atualizando o guia. A cada viagem do autor, novos lugares podem ser adicionados, anotações sobre estabelecimentos que deixaram de existir podem ser incluídas, mudanças de endereço, novas fotos. Enfim, o guia de viagem deixa de ser algo estático, parado no tempo e se torna sempre atual.

Este é o primeiro de uma série, todos elaborados por Zeca Camargo. Os próximos destinos são: Buenos Aires, Nova York, Londres, Madri, Lisboa, Bancoc, Marrakech, Istambul.

Vale um Capuccino
4 Stars


parisian

“Ser um parisiense não é ter nascido em Paris, mas ter renascido lá.”


Sobre o autor: Mineiro de Uberaba, Zeca Camargo é jornalista e apresentador. Trabalha na TV Globo. Começou a carreira na Folha de S.Paulo, participou da primeira turma da MTV no Brasil e foi editor da revista Capricho. Publicou diversos livros baseados em seus quadros no Fantástico. Pela e-galáxia lançou 50, EU?, um autobiografia bem humorada sobre a chegada aos cinquenta anos, e Eu ando pelo mundo: PARIS, o primeiro de uma série de narrativas de viagens.


Como adquir os títulos da e-galáxia?
Eles estão à venda na Amazon, iBooks (Apple), Google Play Livros, Kobo, Livraria Cultura e Saraiva. Depois de comprar, é só baixar o aplicativo reader da loja no celular. O livro aparece no app, pronto para ser lido!
Se quiser, veja mais detalhes sobre COMO COMPRAR aqui.


Deixe seu comentário

Send to Kindle


Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

9056